Conheça todos os livros dos autores Carlos Torres & Sueli Zanquim. Madras e Era de Ouro.

Mais de 140.000 exemplares vendidos em todo Brasil e no exterior. Compre agora os Livros ou E.Books -
Site Oficial: Carlos Torres - Site Oficial: Sueli Zanquim

12 de novembro de 2011

A Lei da Intenção. Livro A Era de Ouro.


A Lei da Intenção

Um pensamento é uma coisa real, uma tangível energia. Cada pensamento, cada intenção, cada decisão tem o poder de tomar uma forma física.
Ao enviar conscientemente uma intenção, a sua mente afeta o todo, portanto ao criar uma intenção real estará afetando o mundo. O pensamento produz a mesma força que uma ação produz. Um bom exemplo são os atletas que não fazem qualquer exercício físico, apenas imaginam seus treinamentos e seus corpos saudáveis e fortes podendo aumentar o seu tamanho e força muscular por mais de 13% em apenas algumas semanas, como foi o caso de Mohamed Ali.
Mohamed Ali era um mestre da intenção, utilizou freqüentemente a visualização mental e uma imensa e poderosa afirmação – “Eu sou o maior!” Para se tornar campeão mundial, utilizou ensaios mentais para ganhar vantagens competitivas.
Você pode melhorar sua saúde, melhorar o seu desempenho em todas as áreas de sua vida e alavancar o seu futuro através da intenção consciente. O poder da mente positiva há décadas já é conhecido e praticado por muitos. É realmente muito eficaz, mas somente será eficaz se você for capaz de condensar a essa força de pensamento suas intenções mais latentes. Não é possível imaginar uma pessoa que não utilize esse dom em potencial se transformar em um atleta vencedor, em um empresário de sucesso, um grande líder político ou um intelectual fabuloso. O que se sabe é que muitas pessoas usufruem desse poder naturalmente, sem saber. Outras precisam treinar, e outras precisam aprender desde o começo e praticar. Isso é fato e não devemos duvidar.  O importante é dizer que somente pensamentos positivos não são capazes de transformar, o que transforma o que move o que vibra e o que atrai são nossas reais intenções. Quando você estabelece intenções positivas, passa a focar na Energia e magnetizar as circunstâncias que irão trazer a força da realização. Quando você concentra seus pensamentos intencionalmente, você está no controle criativo.
Identificar suas intenções é estar no controle de sua própria vida.
Vivemos dentro de um mar de intenções, disso é feito o Universo, das mais diversas formas de intenção. Pode encontrar boas intenções de alta intensidade vibracional, más intenções com baixa intensidade vibracional, intenções voltadas para o bem da humanidade e o crescimento, outras voltadas para o bem estar do meio ambiente, outras para o bem estar das comunidades carentes, por outro lado outras intenções estão voltadas para a ganância e falcatruas financeiras, para o crime e para a violência, ou seja, existem intenções intrínsecas nas mentes de cada um dos bilhões de seres humanos e essas são infinitas. Cada grupo de pessoas por menor que seja, 2 pessoas. 200 pessoas, 2 milhões de pessoas ou 200 milhões de pessoas, podem criar uma corrente intencional muito forte, unem-se pelas suas intenções semelhantes de alguma forma e a força exercida por todas elas formam juntas vibrações coletivas extremamente poderosas capazes de transformar e modificar uma sociedade e até o mundo com muito facilidade.
De alguma forma você está inserido (a) hoje dentro de algum grupo vibracional como esse, um grupo de pessoas que pensam da mesma forma que você, deseja as mesmas coisas que você. Pare e perceba qual é seu padrão de pensamento e verifique as pessoas que estão a seu redor.
Se começar a perceber, pessoas iguais a você de alguma forma estão se aproximando cada dia mais, pode ser algo positivo ou negativo, é assim que as pessoas se unem, por suas semelhanças latentes e essas semelhanças não são estipuladas por aspectos físicos ou materiais e sim pelo padrão de intenções.
A Lei da Atração diz que semelhantes se atraem pelo padrão de vibrações que se assemelham entre si e assim se constroem os agrupamentos humanos, pela intenção, pois essa é que transforma o pensamento, o desejo em real e forte vibração. Por isso se deseja encontrar-se, identificar o grupo em que se encontra atualmente pare um instante e olhe a realidade em que está vivendo, comece a reparar as pessoas que estão a sua volta, os acontecimentos que ocorrem em seu dia a dia e comece a apagar os porquês que surgem em sua mente diariamente.
Existe uma teia, chamamos de “mundo de cordas” vibracionais, que estabelecem as mais diversas ressonâncias vibracionais existentes no Universo. Desde as mais altas freqüências de amor até as mais baixas freqüências de medo. E você está inserido em alguma dessas ressonâncias.
Freqüências diferentes são como água e óleo, mesmo que tente juntá-las, elas não se misturam.
Tudo o que existe no Universo vibra e se tudo vibra tudo ressoa com uma freqüência exata. Muitas vezes, a ressonância é indesejável. Como no famoso caso da ponte de Tacoma, que caiu em 1940 após sofrer intensas rajadas de vento. O que ocorreu em Tacoma foi que os ventos estavam soprando na freqüência natural de oscilação da ponte, fez com que aquela enorme estrutura de aço e concreto balançasse como se fosse uma gelatina, fazendo com que ela vibrasse com amplitudes cada vez maiores, até que a estrutura não agüentou mais e a ponte rompeu.


Ponte de Tacoma – 1940


Como se fosse uma grande harpa harmônica, os mundos das intenções fabricam algo parecido como notas musicais que tocam o tempo todo. Cada corda toca num tom, uma nota musical muito específica e ressoa (vibra) sempre que outra nota no mesmo tom surge. Quando essa ressonância acontece é o momento em que se estabelece uma conexão.
Por exemplo, quando escuta alguma música que realmente lhe toca no fundo, se emociona naturalmente e automaticamente seu braço arrepia e se sente bem, nesse instante ocorre uma conexão. Na verdade se conecta com a vibração que ela está emitindo, essa conexão significa que entrou em ressonância vibracional com a música que está ouvindo. Como disse Toth, em suas Leis, tudo vibra. Tudo no Universo vibra, desde os elétrons de um átomo até o som, as cores, as pedras, a luz, as pessoas, os animais, as plantas, a Terra, o Sol e todo o Cosmos. Tudo está vibrando e interagindo entre si. Dessa forma também interagimos com as pessoas através de vibrações.
Tudo tem uma freqüência específica inclusive a sua forma de pensar e ver o mundo, o seu padrão de pensamento determina tal freqüência e essa está inserida dentro de uma escala de vibração ainda não descrita pela ciência. Você escolhe em que faixa frequencial deseja estar e ingressa nela.
Pode escolher estar na freqüência dos prósperos que desejam e acreditam num mundo melhor, pode estar na freqüência dos solidários, dos expansivos que desejam riqueza para si e também para todos que lhe acompanham, ou pode escolher estar entre os manipuladores que desejam riqueza somente para si, pode escolher estar junto aos gananciosos, dos que acreditam no medo e na destruição do mundo, dos que só pensam em violência, em doença e etc.






O Universo não distingue e jamais julga essas divergências, apenas as organiza de forma perfeita. Você está no controle de sua vida o tempo todo, tem um controle remoto em suas mãos, como se tivesse com o controle de sua televisão, pode trocar de canal no momento que desejar ninguém lhe obriga a deixar naquele canal indesejável se não quiser. Da mesma forma tem o controle de sua vida, pode estar consciente ou não disso, mas se estiver infeliz em meio às pessoas e circunstâncias ruins que acontecem em seu dia a dia, primeiramente identifique em qual corda está, em que faixa de freqüência está inserido (a).
Por exemplo, deseja imensamente ser uma pessoa rica e próspera num futuro, mas no fundo ainda tem uma mentalidade de pobreza e não consegue enxergar a prosperidade. Acredita que o dinheiro é somente para os ricos, os inveja e se incomoda quando os vê, se perguntando porque eles conseguiram enriquecer e você não. Acredita que se o dinheiro chegar até você, deverá ficar escondido, pois o considera pecado, o associa a ganância, a avareza ou luxúria e se descobrirem que tem dinheiro, então será julgado como um pecador. Acredita que a prosperidade e abundância são impossíveis para você, pois a vida deve ser difícil, ganhar dinheiro e ter prazer através dele é algo pecaminoso.
Esse ainda é um padrão de pensamento muito encontrado na América Latina, especialmente nos países colonizados pelos portugueses e espanhóis, mas graças à informação esse padrão aos poucos já estão se modificando. A pessoa que pensa assim jamais alcançará qualquer riqueza, pois não está em ressonância com a vibração da riqueza, da prosperidade e da abundância, continua na vibração do medo, da vitimização, do julgamento, da inveja e da esperança. Nessas condições não é possível se estabelecer mudanças plausíveis, as oportunidades sequer surgirão.
A Lei da Atração funciona através das vibrações (intenções) das pessoas, tudo acontece por essa força, por conseqüência disso, tudo acontecerá através delas. Não existe o acaso tão pouco a coincidência, tudo é uma questão de conexão. As conexões são sempre feitas através das pessoas, através dos encontros e desencontros a todo instante, o Universo é dinâmico e trabalha pelo prisma da perfeição como se estivéssemos dentro de uma gigantesca sinfonia com milhares de instrumentos tocando ao mesmo tempo com milhares de notas musicais misturadas que de alguma forma se harmonizando magistradas por um Ser Supremo, o arquiteto do Universo.
Por exemplo, imagine uma sala repleta de pessoas assistindo a um seminário sobre o bem estar das mulheres no terceiro milênio. Vamos ver duas hipóteses prováveis que podem ou não estabelecer uma conexão intencional entre duas pessoas durante esse evento. Nessa sala encontram-se mais de 100 pessoas sentadas em confortáveis cadeiras ouvindo um palestrante muito empolgado a falar. Na primeira fileira está a Raquel, uma arquiteta formada a quase 5 anos, que exerce sua profissão com muito afinco e na ultima fileira está a Viviam, uma senhora muito rica proprietária de uma rede com mais de 100 lojas de roupas muito conhecida em todo o país.




Hipótese 1 – Raquel assiste à palestra, está ali para aprender mais sobre a condição das mulheres no mundo atual, deseja saber mais sobre esse tema e deseja descobrir como poderia melhorar a sua vida pessoal no futuro.  No seu íntimo há algum tempo passa em sua mente constantes informações sobre as mudanças que ela tanto deseja que ocorram em sua vida profissional. Nisso está focada e isso é muito importante para ela. Há cinco anos continua fazendo pequenos projetos de decoração para apartamentos de alguns clientes e para alguns amigos, mas quer partir para um segmento maior, que lhe traga maiores desafios e conseqüentemente maior possibilidade de crescimento financeiro e profissional. Acredita que irá fazer isso e sabe que as oportunidades aparecerão, tem a certeza que irá conseguir, se isso conseguir, poderá enfim comprar o carro de seus sonhos, a casa que tanto almeja, poderá definitivamente casar e ter condições de criar os filhos que tanto deseja ter com seu noivo. Está focada nisso e sempre que pensa nesse assunto pensa da seguinte maneira:
 “Quero trabalhar com empreendimentos grandes, de porte empresarial que me tragam satisfação e novas oportunidades, riqueza e prosperidade.”
Sua intenção dominante é essa, esse é seu padrão, não fica repetindo isso o dia inteiro, apenas tem isso muito claro em sua mente e mantém esse foco, pois acredita nele. O que vale é a atenção, o foco, o que a maior parte do tempo está dentro da sua mente.
No fundo da sala está Viviam uma pessoa íntegra que possui muitas lojas, está ali para ampliar seus conhecimentos e se aprimorar afinal, já que a maioria de suas funcionárias são mulheres, se preocupa com o futuro delas e deseja estar à frente nos assuntos que envolvem o mundo feminino. Algo lhe incomoda, pretende fazer uma grande mudança no lay - out. de todas as suas lojas, pois sabe que precisa mudar o foco e seu público alvo, sua linha de produtos está mudando e suas lojas devem acompanhar essa evolução. Para isso precisa de um arquiteto inovador muito diferente do Sr. Paulo, arquiteto que já trabalha para ela há mais de 20 anos e não acompanha mais as novas tendências. Deseja muito inovar e encontrar alguma pessoa. Seus pensamentos a esse respeito são: “Quero encontrar uma arquiteta inovadora, com olhar feminino, que tenha vontade de crescer e enfrentar uma nova experiência, pois se eu encontrar essa pessoa, saberei remunerá-la adequadamente, pois meu faturamento certamente aumentará e minha empresa como um todo se renovará.”
Esse é o foco da Viviam, essas são suas reais intenções.

Hipótese 2 - Raquel na mesma condição, no seminário se mantém diferente da primeira hipótese. Seu pensamento se mantém rígidos há algum tempo e se padronizou da seguinte forma:
“Não quero continuar fazendo pequenos projetos para apartamento, isso é muito trabalhoso e não dá para ganhar muito. Sobra-me pouco tempo para pensar em algo maior, estudar etc. Nunca chegarei a comprar minha casa assim, mas o que eu posso fazer, a vida não é fácil mesmo, tenho mesmo é que trabalhar duro. A vida não está fácil para os arquitetos mesmo. Se pelo menos eu conseguir comprar o meu carro um dia, já está bom e meu noivo pode esperar mais um pouco, quando eu ficar rica um dia a gente se casa.”
Seu desejo nesse caso é crescer, mas mantém seu foco, sua intenção nos pequenos apartamentos, na falta de oportunidade, na falta de dinheiro e na falta de tempo e nem sequer tem um planejamento de quanto deseja ter seu carro e qual é o prazo que deseja estar definitivamente rica e casada. Na verdade continua focando na falta e assim ela se manifestará, não enxergará qualquer possibilidade de prosperidade pensando dessa maneira.
Mas Raquel, nem imagina que ali mesmo cinco fileiras atrás a menos de cinco metros está a pessoa que pode lhe mostrar um novo caminho e mudar sua vida. Durante o intervalo do seminário, no “coffee break’, Raquel vê uma amiga que há muito não via, desde a faculdade, a Mônica, ela está na lanchonete do local conversando com a Viviam, estão as duas tomando um cafezinho, pois Mônica já foi gerente de uma das lojas de Vivam há alguns anos atrás, está feliz e contando sobre para ela sobre sua nova loja que conseguiu montar.
Nesse momento é que poderá ou não ocorrer uma real conexão entre a arquiteta Raquel e a empresária Viviam.
Se o ambiente vibracional estiver construído conforme descrito na hipótese 1 :
A Mônica simpática e desinibida como é, verá Raquel e provavelmente dirá: “Viviam quero lhe apresentar uma pessoa, é uma amiga de faculdade, ela continuou o curso de arquitetura e hoje faz trabalhos excelentes, você poderia conhecer mais sobre o trabalho dela, afinal estava me dizendo que está querendo mudar as fachadas das suas lojas urgentemente, não é? Fiquem a vontade, preciso ir embora agora, podem ficar conversando, preciso buscar meu filho e volto após o intervalo”.
Pronto, ali se estabelecerá uma nova conexão, devido às intenções semelhantes que se atraíram dentro daquela sala de seminário. Mônica desta vez serviu somente como elo de conexão, muitas vezes fazemos esse papel de conectores e sequer percebemos.
Por outro lado se o ambiente vibracional estiver construído conforme a hipótese 2:
Mônica verá Raquel se aproximando e dirá:
Viviam, fique a vontade, preciso falar com uma pessoa que não vejo há algum tempo, com licença, nos vemos no final do seminário.”
Incrivelmente não acontecerá qualquer conexão, pois Raquel não estava focada nos grandes empreendimentos, na oportunidade, ela mantinha seu foco na falta, nos pequenos apartamentos, etc. A oportunidade de sua vida pode ter passado ao seu lado, mas ela sequer um dia saberá disso, voltará a sua rotina e continuará sua vida normalmente.
Esse é só um simples exemplo, logicamente o Universo não trabalha sob um prisma retilíneo e regido como descrevemos acima, é só uma forma de perceber que nossa mente também constrói mundos, mesmo sendo intocáveis e invisíveis, são reais e modificam o mundo. Para se estabelecer essa conexão era preciso somente uma palavra, mas Mônica não teve a sua intuição ativada para apresentar Raquel a Viviam. Mas por quê?
Porque Mônica não tinha motivo, não existia algo real pairando no ar para que ela intuísse a vontade de apresentá-las. Quando desejamos com verdadeiras intenções, a energia se torna real e as vibrações se manifestam pelo Universo. Quando intuímos, involuntariamente agimos para ajudar alguém. Estamos na verdade recebendo uma espécie de alerta inconsciente das informações que estão se manifestando e nos provocam uma reação imediata. Não é proposital, mas se manifesta através de nós.
Lembre-se sempre. O que for para ser já é!
Identifique seu foco, sua atenção e suas verdadeiras intenções para com você mesmo, para com sua família, com seu trabalho, com seus amigos, pais e para com o mundo. Recoloque-se e faça parte do mundo, não fique a deriva esperando que alguém faça algo por você, não precisa ter o controle do mundo em suas mãos, pois nunca o terá. Apenas descubra o que realmente quer para sua vida e trabalhe nessa direção. Deixe o Universo trabalhar um pouco por você, as pessoas fazem parte disso, são elas que lhe ajudarão e lhe trarão as oportunidades necessárias para seu crescimento. Da mesma forma que a Raquel poderia ter a possibilidade de receber uma oportunidade única em sua vida profissional se mantivesse seu foco corretamente, você também pode conseguir qualquer coisa, tanto na área profissional, emocional ou pessoal. Tudo faz parte de algo maior, alinhe-se com seus propósitos e se alinhará com o Universo e começará a ver os milagres acontecerem.

Nenhum comentário: